Afocefe cobra da Receita Estadual andamento dos pleitos dos Técnicos Tributários

  • 1
  • 1
  • 1

 

A falta de tratamento isonômico entre as carreiras da Secretaria da Fazenda foi tratado nesta segunda-feira, 02, em reunião do Afocefe Sindicato com o subsecretário da Receita Estadual, Mario Wunderlich dos Santos.

As dificuldades de encaminhar as questões dos Técnicos Tributários na Receita Estadual e os entraves nas rotinas de trabalho que não permitem o desempenho pleno das atribuições da categoria foram mais uma vez expostas pela direção do Afocefe ao subsecretário.

O presidente do Afocefe, Carlos De Martini Duarte, afirmou que a única alternativa para o estado superar a crise está na Receita Estadual por meio de uma nova visão da importância da fiscalização para o combate efetivo da sonegação e aumento real da arrecadação. ‘’A Receita Estadual, neste momento de crise, tem condições de alavancar o desenvolvimento do estado.  Podemos dar uma resposta muito melhor à sociedade se superarmos questões pequenas e picuinhas internas’’, reforçou.

Os dirigentes do Afocefe relataram os inúmeros casos de mercadorias circulando no estado sem nota fiscal ou com documentação inidônea autuados pelos Técnicos Tributários.  Abordaram a relevância do trabalho desempenhado pelas Turmas Volantes e Postos Fiscais para coibir ilícitos e a necessidade de qualificar a atividade de fiscalização com reforço de pessoal e modernização das estruturas de trabalho. Expuseram ainda a inconformidade com a falta de policiais militares para dar apoio na segurança  na atividade de fiscalização no trânsito de mercadorias.

‘’Temos que tentar construir dentro das possibilidades para encaminhar com a maior justiça possível os pleitos das categorias’’, afirmou o subsecretário. 

O Afocefe esteve representado pelo presidente Carlos De Martini Duarte, pelo vice-presidente Gilberto da Silva e pelos diretores Guilherme Campos, Rodrigo Silveira e Laurindo Gelson Possani. 

 

Tweet